O objetivo principal da ritidoplastia é dar ao paciente uma aparência mais jovem. Em outras palavras, a cirurgia pretende devolver a beleza perdida com os anos, sem deixar transparecer a agressividade de uma face operada. Para isso, é importante que o resultado assegure um aspecto natural. Nesse sentido, o tratamento da musculatura é essencial para conservar a estrutura facial e manter as expressões naturais. É comum a realização de blefaroplastia (cirurgia das pálpebras) associada à ritidoplastia, para melhor harmonia no rejuvenescimento. Pode-se também associar lipoaspiração na gordura excedente da região abaixo do queixo e mais atualmente tem se indicado muito o preenchimento facial com gordura, a chamada lipoenxertia facial, que permite a melhor volumização da face e garante resultados ainda melhores.

Em sua maioria dos casos, a ritidoplastia tem efeitos psicológicos bastante positivos sobre o paciente. É preciso ressaltar que a cirurgia plástica pode retardar o processo de envelhecimento, mas não o interrompe.

 

Indicações

  • Envelhecimento facial
 

Cuidados pré-operatórios

O paciente deve passar em consulta com seu médico quantas vezes forem necessárias para que realize o procedimento sem qualquer dúvida a respeito da cirurgia e dos resultados.

Exames pré-operatórios normais também são fundamentais para a programação de cirurgia.

 

Sobre a cirurgia

As opções técnicas são várias, mas geralmente as incisões são feitas na região anteriormente à orelha e atrás desta, tornando-se quase imperceptíveis com o tempo. Descola-se a pele do rosto até os limites permitidos, trata-se então dos tecidos mais profundos reforçando-os e resseca-se o excesso de pele. A flacidez do pescoço muitas vezes é tratada por uma discreta incisão abaixo do queixo, através da qual se realiza o reposicionamento da musculatura local.

A anestesia pode ser geral ou local com sedação em alguns casos. O tempo de internação é de 12 a 24 horas.

É rara a ocorrência de dor no pós-operatório e analgésicos comuns podem resolver qualquer desconforto.

As complicações são raras, mas podem ser citadas: hematoma, infecções, deiscência de suturas e necrose de pele (sofrimento de pele).

Quer cuidar mais de você?!

Cadastre-se e receba gratuitamente dicas exclusivas de saúde e bem estar.



Clique aqui e agende uma consulta
Dra. Daniela Schmidt Pimentel

Dr. Laercio Guerra

CRM-SP 101095


  • Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro
  • Residência Médica em Cirurgia Geral pela Universidade de Santo Amaro
  • Residência Médica em Cirurgia Plástica pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo – Serviço Dr. Antonio Carlos Abramo
  • Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
  • Especialista em Cirurgia Plástica no Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
  • Médico colaborador do Serviço de Cirurgia Plástica Reconstrutora do Hospital do Prenda em Luanda – Angola

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Clínica Ephesus

(11) 5051-4406
(11) 5051-4504


Av. Macuco, 726 Conj. 1401
Moema - São Paulo - SP
CEP 04523-001